Há cerca de 1 hora de carro de Split fica o Parque Nacional de Krka. Logo na entrada um amplo estacionamento comporta as centenas de turistas que vêm curtir um passeio diferente. A entrada custa 95 kunas (pouco mais de dez euros) por adulto.

Após compraros ingressos, é só pegar o busão para percorrer uma estrada estreita e sinuosa, mas com uma vista deslumbrante morro abaixo. As curvas em “cotovelo” são de tirar o fôlego.

No ponto de descida há uma trilha suspensa sobre uma espécie de deck de madeira. Parece frescura, mas ela é crucial para a preservação da natureza local, tamanho a beleza e o número de visitantes que passam por lá.

Aos poucos o trajeto revela muitas lagoas repletas de peixes de várias espécies, cores e tamanhos (truta, uma delas). E muitas, muitas quedas d’água. Todas de uma beleza indescritível. Em muitos trechos vale a pena fazer uma pausa para admirar a beleza e fazer algumas fotos.

Como a trilha toda é sob árvores, o calor forte não chega a interferir, sobretudo com a qualidade do ar, que por conta das cachoeiras, é agradável e úmido, além de puro. Os muitos e carregados pés de figo dão um aroma adocicado e inesquecível.

Em alguns pontos vêem-se pássaros, libélulas azul-turquesa, sapos e outros bichos, além de muitos peixes.
No final da trilha (fácil, acessível com alguns degraus), de cerca de 1 hora de caminhada, a grande cachoeira, um imenso gramado, local para dar um mergulho e restaurantes.

Neste ponto muitos estendem suas cangas e aproveitam para fazer um picnic. Quem ficar aguado com tanto peixe, pode provar a truta grelaha com batatas-fritas no restaurante. E tomar cerveja gelada. Uma delícia.
Pra quem quiser mergulhar, as águas formam um rio de leve correnteza, muitos (e enormes) peixes e de temperatura muito agradável (não é gelada!). Vale a pena levar máscara e snorkel. Tem muito peixe MESMO. Lindo.

Depois da pausa, o caminho segue por escadas e belíssimos mirantes. Ótimos para retomar o fôlego depois de tanta subida.

Ao final de tudo os ônibus levam os turistas de volta ao estacionamento com mais restaurantes, sorvetes bebidas geladas. Além de souvenires. E ‘vambora’ pegar estrada de volta pra Split. Aliás, a estrada é ótima, no estilo das AutoBans alemãs (a sinalização segue o padrão da União Eropeia, o que torna tudo muito mais fácil).

Anúncios