Azeite de Oliva
O primeiro contato com o puro azeite de oliva croata, é amor incondicional. Passamos por vários pés de oliveiras, sobretudo ao cruzar de Supetar para Bol, na ilha de Brac, mas só tivemos noção do quão bom são os azeites daqui quando provamos numa Konoba (restaurante). A cor esverdeada e a consistência já anunciavam o que estava por vir. Mas o sabor suave e marcante ainda assim surpreendeu. Fico pensando: “Como não provei isso antes?” e “Como vou viver sem?”. Recomendo provar e levar uma garrafinha desta iguaria pra casa.

Leia mais sobre os azeites no post anterior.

Cervejas locais
Como em todo lugar, tem as boas e as medianas (felizmente não provamos as ruins). A que mais gostamos foi a Karlovacko. As da casa costumam ser boas tambem.

Vinho croata
Um amigo me sugeriu experimentar Bura Dinga 2005 ou as uvas do tipo Plavac Mal. Compramos duas garrafas de tinto e vamos provar.

Culinária
Nossa primeira incursão na culinária local foi provando um delicioso peixe fresco (escolhido cru, ainda) e preparado grelhado inteiro. Fantástico.

Mas além de peixes, os frutos do mar e todos os pratos típicos da Itália (massas, risoto, pizzas) são excelentes. Vale provar cada dia um prato diferente.

Faço uma observação especial para provar a pasticada, uma espécie de goulash (carne cozida em vinho tinto e especiarias, no nosso caso um lagarto), prato típico daqui e delicioso. No nosso caso veio acompanhado de pasta (gnocci ou tagliatelli), mas vi num guia uma versão com polenta e outra versão com atum fresco.

A sobremesa típica é uma espécie de creme bruleé, mas – pasmem – ainda não consegui provar, os pratos aqui são muito bem servidos (a maioria, individual). O sorvete seria outra sobremesa típica, mas não achei muito saboroso.

Anúncios