Decidimos realizar duas vontades: acampar com as crianças (elas ainda não tinham vivido esta experiência em barraca) e conhecer a famosa península de Coromandel. O feriado de Páscoa nos pareceu perfeito, já que precisaríamos de ao menos 3 dias por lá. 

 

Não investimos muito nos equipamentos porque era a primeira vez, ainda um teste, então compramos uma barraca simples e pegamos emprestados os demais acessórios. Já que estamos morando na Nova Zelândia, e percebemos que os kiwis (neozelandeses) gostam de acampar (seja em barracas ou em seus fantásticos motorhomes), por que não viver tudo isso? 

 

Também tomamos o cuidado de procurar um camping com estrutura e encontramos o Flaxmill bem pertinho das praias que queríamos visitar (Hahei, com a Cathedral Cove, e Hot Water Beach). 

 

Preço bom, bom atendimento, fotos promissoras. E assim escolhemos este camping. Chegando lá, além de acharmos a localização excelente, o paisagismo do local, a infraestrutura e o super atendimento do staff e do dono, Steve, foram surpreendentes! 

 

 
 

Este é o paisagismo do camping nota dez onde ficamos em nossa viagem a Coromandel: Flaxmill. Funcionários super atenciosos, lugar espetacular, frequentadores amistosos e próximo das principais atrações da península (além de ser de frente para o mar). Super recomendo!

 

Antes que saia correndo, veja só que maravilhosa a cozinha do nosso camping:

 

 

As geladeiras e freezers são comuns e as pessoas marcam seus pertences sem stress (há uma caneta para escrever seu nome, seu “posto” e qual o dia do seu ‘checkout’). Dá para fazer ótimas refeições por ali, se não quiser ir a um dos bons lugares que há para comer na região. As crianças adoraram! 

 

(Dica importante para quem não quer gastar muito: vá ao mercado na sua cidade ou em Tairua – mais adiante falo a respeito da cidade e do mercado de lá – porque ali perto só há Cooks Beach e seu mercadinho onde tudo custa o dobro do preço e não há muitas opções.) Os banheiro também eram limpíssimos (chuveiro quente por 5 minutos = NZ$ 2,00) e havia uma lavanderia com secadora (NZ 4,00 por uso). 

 

 

Aqui o nosso kit pra lá de básico para começar, mas espero que seja o segundo, de muitos que queremos fazer por aqui (o primeiro foi no inverno, num motorhome, em julho). Tudo muito seguro, nada de freecamping, organizado e limpo. Nota dez no quesito “cool”. E olha que pegamos chuva e um furo no nosso colchão inflável (além de estarmos em 4 numa barraca pequena para 4 pessoas – na verdade o certo seria para 2). 

 

A barraca verde à esquerda foi emprestada por um inglês que já mora aqui há dez anos, tinha um trailer vintage incrível e foi muito simpático em nos emprestar a ‘extra tent’ dele (pena que as crianças quiseram ficar conosco, apertadinhos).

Reveja seus conceitos: acampar é um “must” se você está num país tão “camping friendly” quanto a Nova Zelândia. Ficar em hotel é maravilhoso, mas acampar é incrível! 

 
Anúncios