Na Nova Zelândia esporte é coisa muito séria. Cerca de 74% dos adultos declaram que participaram de pelo menos uma atividade esportiva ou recreativa, mais de 67.5% dos esportistas executa atividades 3 ou mais dias na semana e todo ano cerca de 1 milhão de adultos são voluntários em alguma atividade esportiva (Fonte: Sport New Zealand “Sport and Active Recreation in lives of New Zealand Adults 2013/2014” link para o site aqui).

Na verdade mais kiwis (como os neozelandeses se chamam) participam de atividades esportivas e recreativas (31.2%) do que atividades religiosas ou espirituais (18.4%) ou qualquer outra atividade.

Dá gosto (ou desgosto, depende do quanto você é esportista) de ver as pessoas nas ruas, nas academias, pela cidade, nos campos, nas placas, nas notícias, em toda a parte praticando pelo menos um esporte.

É comum que alguém te pergunte “Que esporte você pratica?”, porque os kiwis sempre praticam algum.

Esportes: Paixão Nacional

O esporte nacional e que gera grande repercussão mundial é o rugby, com destaque para o All Blacks, time nacional, e sua irresistível apresentação de haka (danca maori típica) antes de cada jogo.

O que muitos não sabem é que os esportes mais populares por aqui, além do touch rugby (uma modalidade do esporte), são netball, golf, cricket, tênis e futebol!

Futebol na Nova Zelândia

O Sport NZ (órgão oficial de esporte do país) estimou que mais de 200 mil pessoas jogavam futebol no país em 2016 (e o futebol de salão tem crescido muito nos últimos anos). Aqui está o link para o relatório completo deste estudo.

Por conta disso, lado a lado com os diversos campos de rugby espalhados pelo país (e são muitos) é possivel encontrar os campos de futebol.

Uma curiosidade: os kiwis preferem chamar o esporte de football (e guardam o termo soccer para o futebol de salão, indoor soccer).

Campeonatos inter-clubes acontecem todo o ano e o ano todo, e isso gera uma grande movimentação de crianças, adolescentes e adultos, sociais ou profissionais em toda parte.

Há times locais de futebol (como no caso das principais cidades e regiões: Auckland, Wellington etc.) e o time nacional é chamado de All Whites (em referência a camisa branca que usam) para o time masculino e Football Ferns para o time feminino.

Aliás, as mulheres são bastante adeptas ao esporte e eu já vi em vários casos campeonatos de time mistos (sobretudo com crianças) e treinos mistos (até em treinos mais sérios).

Para os brasileiros é como um sonho: vários times e campos para treinar e um jeito muito legal de se manter ativo e ainda socializar.

Eu não entendo muito de técnica e jogo, mas segundo meu marido, até que eles jogam bem futebol. Ficamos nos perguntando por que será o país com tantos talentos e uma estrutura tão organizada de treinos e campeonatos não tem um time mais presente na cena mundial. Se alguém souber mais, poste aqui, vamos adorar entender!

Para saber mais sobre o futebol na Nova Zelândia, veja aqui.

Sem Festa de Rua

Entretanto, ao contrário do que acontece no Brasil, os esportes não são motivo de acaloradas conversas de bar e tirações de sarro em mídias sociais, muito menos motivo para atrasar ou faltar ao trabalho, apesar de estarem sempre com destaque nas discussões e notícias compartilhadas na mídia local.

No trabalho não há televisões ou rádios sintonizados nos jogos que estão (ou estarão) acontecendo. Ninguém será dispensado do trabalho para assistir nenhum jogo. Eles também não saem às ruas buzinando quando o seu time ganha e nem soltam fogos, o que, para muitos brasileiros é estranho.

No fundo eles são ótimos torcedores e comparecem em peso nos estádios para torcer (e pelas estatísticas, depois correm para os campos para treinar e jogar).

A Nova Zelândia e a Copa do Mundo FIFA 2018

Andei perguntando para algumas pessoas sobre as expectativas deles para esta Copa do Mundo e as respostas foram “Copa do Mundo? De Futebol?”.

Percebo que os que mais falam a respeito são imigrantes (incluídos os brasileiros), e os kiwis não estão muito ligados no evento mundial. Também pudera, a Nova Zelândia não classificou para esta copa.

Para piorar tudo, por conta do fuso horário, a maioria dos jogos deste lado do planeta acontecerá durante a madrugada. Uma pena. E somente a TV paga irá transmitir os jogos.

Para saber mais sobre a Copa do Mundo FIFA 2018 e como milhares de brasileiros e brasileras espalhadas pela Nova Zelândia e pelo mundo estão acompanhando o campeonato, veja os posts que o Brasileiras pelo Mundo preparou para a Copa e siga meu Instagram @gabinanz .

Anúncios