Uma das grandes preocupações de quem viaja é encontrar as passagens aéreas com bons preços. Isso porque as passagens costumam representar mais de 50% das despesas em viagens internacionais. Portanto qualquer economia é muito bem vinda nesta hora.

Para visitar a Nova Zelândia não poderia ser muito diferente, uma vez que as passagens para este lado do planeta não costumam ser nada baratas.

Referências de Preços de Passagens para a Nova Zelândia

Para dar uma referência de preços, as passagens aéreas saindo de São Paulo ou do Rio de Janeiro em direção a Auckland custam entre: USD 1.000,00 (a mais barata que já encontrei) até cerca de USD 2.300,00 (a mais cara que já cotei, para viagem na altíssima temporada, entre Natal e Ano Novo), para vôos em classe econômica.

Os preços podem variar ainda mais, mas estou exemplificando com valores que costumo encontrar.

Quando você estiver comparando preços, tenha em mente que qualquer um dos fatores: data de viagem, data da cotação, origem, destino, tipo de tarifa aérea, horários dos vôos, vôos diretos e escalas, irão afetar totalmente o valor das passagens.

Se estiver cotando com seu agente de viagens, não adianta comparar o preço promocional que alguém viu num site para passagens voando em maio (baixa temporada) com 30 horas de duração com uma passagem de 17 horas de duração em janeiro (altíssima temporada). Obviamente a segunda será muito mais cara (para não dizer o dobro do preço), não porque o agente está cobrando mais caro, mas porque naturalmente esta passagem é muito, muito mais cara.

Assim, você pode considerar que comprou as passagens aéreas para a Nova Zelândia por um ótimo preço se conseguir pagar algo entre 1 mil e 1,3 mil dólares neste cenário (ida e volta, claro).

Quem voa para a Nova Zelândia

Ainda falando sobre vôos do Brasil para a Nova Zelândia, as principais companhias aéreas são Latam, Air New Zealand e Qantas (estas voam para a esquerda, ou seja, do Brasil para a Argentina ou Chile e, depois, para Auckland, portanto bem mais perto).

As demais cias aéreas voam para a direita (via Dubai ou África, por exemplo) e além de demorar mais do que 30 horas, elas costumam custar bem mais caro. O mesmo vale para as cias aéreas americanas, que te levam lá pra cima nos EUA e depois te trazem aqui pra baixo no hemisfério sul, chegando a somar mais de 40 horas de voo!

Importante: se comprar a sua passagem aérea pela Air New Zealand, saiba que ela faz escala na Argentina, a qual possui 2 aeroportos. É aí que você tem que prestar muita atenção: veja se o vôo não te obrigada a mudar de aeroporto (os vôos de chegada e partida têm que ser o EZE (Aeroporto Ministro Pistani), senão vc vai ter que pegar um táxi ou ônibus e mudar de aeroporto – e isso além de ser trabalhoso pode não dar tempo suficiente e você acabar perdendo o seu vôo, além de ser mais caro. Muita atenção ou peça ajuda para o seu agente de viagens.

 

Passagens Aéreas Baratas para a Nova Zelândia

Quando é mais Barato voar para a Nova Zelândia

Eu poderia complicar e escrever um montão de coisas, mas geralmente é assim:

  • Natal, Reveillon, Janeiro e Fevereiro – altíssima temporada, portanto preços mais altos
  • Março até Junho – período de média e baixa temporada
  • Julho – não costuma ser caro, mas é o pico do inverno por aqui (em regiões com estações de esqui) e há 2 semanas de férias escolares também
  • Agosto até começo de Dezembro – período de média e baixa temporada

Fique atento ao calendário oficial de eventos das cidades onde pretende visitar, já que alguns eventos fazem com que um período de baixa temporada vire altíssima temporada com preços nas alturas em função disso.

Outro ponto fundamental: períodos de férias escolares costumam provocar altas nos preços de passagens, hospedagem e ingressos para atrações. Há férias em abril, julho e setembro (de 2 semanas de duração cada) e os kiwis viajam muito internamente.

 

Passagens Aéreas Baratas para a Nova Zelândia

 

Como Conseguir Bons Preços de Passagens para a Nova Zelândia

Para olhar os preços das passagens aéreas você pode entrar no Google Flights e simular a viagem. No site eles mostram as melhores datas e precos pra você viajar dentro de um mesmo período.

Tente ter flexibilidade para viajar alguns dias antes ou depois das datas inicialmente pensadas, já que isso pode fazer muita diferença nos valores. Simule várias combinações de datas até encontrar o melhor custo x benefício.

No site Sky Scanner é possível simular os preços e ainda criar alertas de preços para acompanhar o quanto aumentam ou diminuem as passagens aéreas ao longo do ano.

Outro website que também uso bastante para acompanhar os preços de passagens é o Melhores Destinos. No site, eles rastreiam super bem os vôos disponíveis e se vc se cadastrar nas newsletters, fica sabendo das datas das promoções em tempo real.

Até aqui, você já tem ferramentas suficientes para entender os preços e monitorar as tarifas aéreas. Agora…

As Dicas de Viagens “De Ouro”

Cerca de 2 ou 3 vezes ao ano as cias aéreas fazem Promoções e é nestas horas que você tem que comprar. Mas é, literalmente, comprar na mesma hora.

Por isso eu recomendo que as pessoas que querem viajar e pagar barato tenham em mente alguns destinos, algumas datas e uma ideia de valores. Assim, quando aparece uma promoção de passagens, tem que se jogar!

Soube da promoção = Pára tudo e compra a passagem na hora!

Pelo que pude apurar, os períodos de baixa venda de passagens (que é quando fazem promoções) costumam ser em janeiro, abril e agosto (podendo variar de 1 mês antes ou depois, já que não são datas fixas, mas datas que dependem da demanda).

Claro que se naquele ano houver muita ou pouca procura pelo destino (por exemplo, apareceu o destino na Novela da Globo ou no Globo Repórter, ou então estão com ameaça de uma erupção vulcânica na região), os preços irão flutuar para mais ou para menos, respectivamente, acompanhando a demanda.

Um truque legal, que já vi acontecer algumas vezes, é pedir para o seu agente de viagens (ou o seu site de venda de passagens aéreas) incluir um hotel na venda das passagens, porque às vezes as passagens compradas junto com a hospedagem fazem parte de um pacote, ou ainda, alguns governos ou empresas dão um subsídio para as passagens e fazem os preços finais ficarem mais baratos do que comprar somente o vôo.

Tente economizar sempre, em tudo

Além das passagens, tente economizar sempre, no que for possível. Assim a sua viagem vai se encaixando em seu orçamento. Para definir os passeios, por exemplo, você pode tentar comprar alguns deles no site GrabOne (que é uma espécie de “Peixe Urbano” kiwi), onde é possível encontrar e comprar algumas ofertas de passeios e alimentação.

Outra dica é ficar de olho nas ofertas do Grab a Seat, o site de ofertas da Air New Zealand e quem sabe conhecer o país todo, ou ainda visitar algum paraíso no Pacífico ou algum destino bem exótico na Ásia com preços bem baratinhos.

E você, tem alguma dica de economia para comprar passagens aéreas que queira compartilhar? Deixe aqui nos comentários!

Anúncios